• Subcribe to Our RSS Feed

Acupuntura

acupunturaO que é a acupuntura?

Quando o universo foi criado (Cosmogênese), a matéria fundamental foi dada em 5 elementos: Terra, metal, água, madeira e fogo.

Todos os seres existentes no planeta têm os mesmos elementos em sua constituição. Dessa forma todos os seres são semelhantes na sua estrutura. O ser humano, os animais, os vegetais e as matérias existentes vieram todos dos mesmos elementos.

Eles foram gerados e evoluídos no mesmo meio ambiente, em uma grande integração, mas com interdependência para o correto equilíbrio do sistema. O clima, a atmosfera, as variações solares e lunares são prontamente recebidas e sentidas em todos os seres e matérias existentes.

Assim, a natureza vai processando todos os fenômenos tendo em cada ser existente uma forma ímpar de resposta aos estímulos do clima e da interação energética entre eles. Quando faz calor ou frio, o organismo humano junto com todos os seres, transforma seu metabolismo, adaptando-o, devido à capacidade que os organismos vivos têm de manter a vida em equilíbrio.

O corpo é um imenso laboratório que através das reações químicas, produz energia. Para que esta energia possa ser utilizada, um complexo sistema nervoso coordena, abriga informações, recebe e envia estímulos, gerencia as mudanças do comportamento orgânico, processa respostas a nível físico e mantém as funções da racionalidade (sistema nervoso central) e do conhecimento inconsciente (sistema nervoso autonômico).

A esses sistemas têm sido atribuída parte da responsabilidade da ação da acupuntura. De uma forma a preservar a vida, ele defende todo o organismo através do sistema imunológico, que reconhece o perigo de invasões de seres estranhos (vírus e bactérias), e também de todas agressões sofridas pelos agentes externos.

Através dos anticorpos, o organismo tenta anular a agressão ou mesmo conter a invasão dos vírus, bactérias e também dos excessos de frio e calor climáticos. A resposta às agressões por micróbios se apresenta através de um processo reativo (inflamatório) que mobiliza as defesas do organismo e com a resposta de glândulas e outros sistemas autonômicos.

Quando penetra em nossa pele um espinho, logo o local fica inflamado, isto corresponde a um envio do sistema nervoso de verdadeiras “tropas” de anticorpos, hormônios, minerais, pelo sangue, para reparar e proteger a área atingida.

Quando este sistema é integrado, a saúde torna-se viável. É o que chamamos de resistência orgânica. A alimentação, os bons hábitos de higiene, o ar puro e os exercícios físicos dão condições de resistência ao organismo. Existe um sistema chamado “somatotrófico”, que é responsável pela reconstrução das áreas atingidas, refazendo tecidos e estruturas lesadas, devolvendo aos órgãos a funcionalidade e a plenitude.

A pele e os órgãos possuem uma relação íntima através da comunicação de um sistema de redes nervosas, que inicia no meio interno, terminando em determinadas áreas da pele. Na superfície, todos os estímulos, sejam climáticos, térmicos, pressóricos ou contundentes, geram sinais que são transmitidos pela energia circulante nos meridianos e são encaminhadas até os órgãos e também ao sistema nervoso.

A relação da pele com os órgãos se faz de forma integrada e muitas vezes, o aparecimento de sinais de doenças internas são expressos na pele através de manchas, erupções, etc. Um exemplo é o do infarto agudo do miocárdio, que acomete o músculo cardíaco, porém toda a área cutânea do braço esquerdo também recebe irradiação da dor. Dessa forma age a acupuntura, ou seja, através da superfície cutânea pode-se chegar até aos órgãos e o sistema nervoso.

Os mecanismos biofísicos da Acupuntura começam a ter explicações científicas a partir do fato de que os canais de energia descritos há milhares de anos têm correspondência com ramos nervosos, ficando mais próximos da compreensão pelo modelo ocidental.

Os meridianos (canais onde a energia circula) conduzem informações geradas na essência do indivíduo e também pela transformação da energia alimentar e aérea, conduzindo um verdadeiro fluido energético à todos os órgãos e regiões do corpo. Os pontos de acupuntura (localizados nos meridianos) são locais ricos em terminações nervosas e servem como ponte de ligação da pele com os órgãos. O corpo todo é preenchido pelos meridianos, e por eles se dá a circulação da energia.

Quando a agulha de acupuntura é introduzida, ocorrem vários fenômenos que obrigam todo o organismo a reagir, além de provocar uma reação no local onde a agulha foi inserida. Desta forma, o organismo todo responde, alterando de maneira positiva o funcionamento do órgão correspondente àquela área atingida. Assim, o organismo se fortalece e trata o indivíduo sem uso de medicamentos.

Por que devemos fazer acupuntura?

A acupuntura estimula todo o organismo a manter a saúde. Um dos muitos sistemas onde a acupuntura atua é o sistema imunológico, que tem a função primordial de proteger o indivíduo contra infecções ou formações de tumores pelas células. Atuando diretamente nas glândulas, a acupuntura modula os hormônios que regulam as funções orgânicas e metabólicas. A liberação de “endorfinas” (produzidas em algumas áreas do cérebro, sendo semelhante à estrutura da morfina) logo após a penetração das agulhas, equilibra as emoções e estabiliza o sistema nervoso central na recepção de estímulos álgicos. O equilíbrio entre as funções faz com que o indivíduo apresente uma melhoria dos sistemas circulatório, digestivo, respiratório e urinário. Portanto, fazer acupuntura regularmente, torna-se uma prática preventiva contra doenças infecciosas, depressões, e até a formação de tumores (aumenta o nível de anticorpos TK – anti-tumores). Desta forma, indicamos a todos pacientes que queiram manter a saúde ou àqueles que tenham que se submeter à cirurgias, devido a recuperação mais rápida e menor risco de infecções hospitalares.

Por que alguns pontos são mais sensíveis que outros?

Os pontos de acupuntura estão relacionados com a rede nervosa que faz a ligação dos órgãos à pele. Estes pontos (situados debaixo da pele) são verdadeiros porta-vozes da saúde dos órgãos. Quando algum ponto de acupuntura se encontra dolorido, significa que o órgão relacionado com ele está em desarmonia. Por isso quando puncionamos um ponto e este se encontra mais dolorido que os outros, isto indica que o órgão relacionado com o ponto está em desarmonia. As alterações climáticas também alteram o metabolismo, conseqüentemente, quando o tempo “muda” (chuva, etc.) os pontos podem ficar mais sensíveis devido à readaptação do sistema nervoso autonômico à mudança climática. Através da palpação destes pontos podemos chegar a um diagnóstico de quais órgãos e vísceras se encontram alterados, e a partir daí; partir para a elaboração do tratamento. Se os órgãos estiverem equilibrados, a punção ocorre de maneira indolor. Quando a agulha penetra no tecido, uma verdadeira cadeia de reações começa a se estabelecer. Em atitude de defesa, o organismo produz substâncias hormonais e neurotransmissoras que obrigam o organismo a reagir contra as doenças, assim como a organização do sistema imunológico no combate aos corpos estranhos.

Quando pontos de um lado doem mais que os pontos simétricos, significa (na maioria das vezes) que algum órgão situado naquele lado se encontra alterado, p. ex: Pedra no rim esquerdo, faz os pontos do lado esquerdo mais doloridos que os do lado direito.

É permitido fazer acupuntura simultaneamente a outros tipos de tratamento?

Sim. Qualquer tratamento pode ser realizado concomitantemente à acupuntura. Alguns medicamentos como: beta bloqueadores, fenotiazínicos ou corticosteróides sintéticos podem retardar um pouco a ação da acupuntura , por isso é importante para o médico ter conhecimento prévio do uso de medicamentos, para orientar o paciente quanto a resposta do tratamento, e a possibilidade de diminuição da dose do medicamento. Em todas situações a prática da acupuntura irá auxiliar os tratamentos medicamentosos já começados ou por iniciar.

A associação da Acupuntura com tratamentos fisioterápicos também constitui uma valiosa forma de resolução, sendo indicado como elemento sinérgico nos tratamentos de lesões ósteoarticulares.

As massagens também são de grande valia nos tratamentos, auxiliando a circulação energética e sanguínea, além de produzir um relaxamento agradável e a liberação de tensões e nódulos.

Existe algum aparelho que substitui as agulhas?

Não. Até hoje não temos nada que supere a eficácia da inserção das agulhas. Temos alguns aparelhos usados como coadjuvantes: Laser, eletroestimuladores às agulhas, etc. Constantemente, aparecem novidades levadas à população pela divulgação da imprensa, apregoando verdadeiros “milagres”. Cuidado! Não caia na apelação comercial. Escolher um profissional recomendado e que tenha experiência torna-se imperativo para o sucesso do tratamento.

Quanto tempo devo fazer acupuntura?

O tempo quem determina é o médico. Cada caso tem suas características e indicações. O número de sessões também é estipulado de acordo com a gravidade de cada caso.

Fazendo uma sessão semanalmente, o sangue manterá os níveis plasmáticos de anticorpos, endorfinas e hormônios, trazendo um bem estar físico e mental. Junto a este procedimento, torna-se necessário observar a importância da alimentação, exercícios físicos e a meditação, praticadas regularmente. Assim estaremos aptos a enfrentar os desafios do cotidiano, neste mundo cada vez mais exigente e competitivo.

Reações eventuais à acupuntura

Quando o processo da doença é interrompido e revertido através do trabalho com a Medicina Tradicional Chinesa, raramente nas primeiras fases do tratamento, poderemos encontrar a exacerbação dos sintomas iniciais (insônia, náuseas, vertigens entre outros).

Outras reações poderão surgir, decorrentes da modificação da energia. Elas são, contudo, indícios de que o organismo está respondendo positivamente ao tratamento. Rápida ou lentamente os sintomas desaparecerão, dependendo do tempo em que a doença começou a se instalar. A prática da acupuntura é realizada com agulhas individuais e descartáveis. Pode ser realizada concomitantemente com outros tipos de tratamentos (medicamentos, fisioterapia), ajudando de forma efetiva a aceleração do processo de cura.

Manchas roxas

Raramente poderá ocorrer o aparecimento de manchas roxas ou escuras nos locais de aplicação das agulhas. Não se assuste. São apenas pequenos vasos que romperam. Este “hematoma” aparece e some em poucos dias. Caso você queira acelerar o desaparecimento das manchas, aplique compressas quentes no local.

Prevenção

Um dos princípios da acupuntura é o de prevenir doenças, fortalecendo o sistema orgânico. Assim, o povo chinês (1/4 da população mundial ) vem sendo tratado há mais de 5.000 anos.

Reconhecimento

Nos dias atuais, a Acupuntura colhe o reconhecimento do Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Médica Brasileira (AMB), tendo sido oficializada como especialidade médica.